ter, 20 fevereiro 2024
InícioPernambucoRaquel Lyra se solidariza com família de juiz e diz que episódio...

Raquel Lyra se solidariza com família de juiz e diz que episódio de violência é inaceitável

Juiz Paulo Torres Pereira da Silva – Foto: Reprodução/Redes Sociais

A governadora de Pernambuco, Raquel Lyra (PSDB), se pronunciou sobre as cenas de violências que resultaram no assassinato do Juiz de Direito da 21ª Vara Cível da Comarca do Recife, Paulo Torres Pereira da Silva, de 69 anos. Através das redes sociais, na manhã desta sexta-feira (20), a líder do Executivo local prestou solidariedade à família do magistrado e alegou que “a Polícia Civil trabalha no caso e não medirá esforços para esclarecer, o quanto antes, esse episódio inaceitável de violência” no Estado.

A morte

Paulo foi assassinado na noite da quinta-feira (19), no bairro de Candeias, Jaboatão dos Guararapes, com um tiro que atingiu a parte traseira do ouvido esquerdo dele. Segundo a Polícia Civil de Pernambuco (PCPE), não há confirmação de prisão de suspeitos, até o momento, mas as investigações seguem sendo realizadas.

Durante entrevista coletiva, a PCPE revelou que Paulo morava com a esposa e filhos e tinha o costume de ir do local que residia – Candeias – até o Paiva, no Cabo de Santo Agostinho, para caminhar. A suspeita é de que ele estava voltando de uma dessas caminhadas, uma vez que foi encontrado morto a 300 metros da residência dele.

Percurso era habitual

Ainda de acordo com a Polícia Civil, Paulo Torres, de 69 anos, tinha o costume de ir de sua casa, em Candeias – bairro onde ocorreu o crime – até o Paiva, no Cabo de Santo Agostinho, para caminhar. A suspeita, no momento, é de que ele estava voltando de uma dessas caminhadas, já que foi encontrado sem vida a 300 metros de sua residência, onde morava com a esposa e filhos.

O juiz não carregava documentos quando foi encontrado, mas, segundo a família, ele costumava utilizar a versão digital de sua Carteira Nacional de Habilitação (CNH). O homem foi abordado por quatro indivíduos que, segundo relatos ouvidos pela corporação, teriam coberto os rostos com máscaras cirúrgicas para não serem identificados pelas câmeras de segurança da área.

A liberação no IML

O corpo de Paulo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) e foi liberado às 11h30 desta sexta, quando o filho dele foi à sede que fica em Santo Amaro, no Recife, para autorizar a liberação. Ele preferiu não falar com a imprensa. Uma policial amiga da família, esteve no local para prestar solidariedade e auxiliar nas questões burocráticas.

O luto decretado

O Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) decretou luto oficial de três dias e bandeira a meio-mastro por igual período, por conta da morte do magistrado que exercia a função há 34 anos. Segundo o tribunal, o juiz, conhecido como Paulão, era muito querido por todos que fazem o Judiciário pernambucano e atuou em várias oportunidades como desembargador substituto.

O velório de Paulo Torres Pereira da Silva está programado para as 14h e a despedida crematória acontecerá às 17h, no cemitério Memorial Guararapes, em Jardim Jordão, Jaboatão dos Guararapes.

Por FolhaPE

Relacionados

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Tempo Hoje

Petrolândia
chuva forte
26.1 ° C
26.1 °
26.1 °
78 %
0.9kmh
51 %
qua
29 °
qui
32 °
sex
33 °
sáb
33 °
dom
26 °

Mais Lidas