sex, 21 junho 2024
InícioDestaquesPresidente estadual do PT não descarta intervenção ou expulsão no diretório do...

Presidente estadual do PT não descarta intervenção ou expulsão no diretório do partido em Serra Talhada

O presidente do diretório do Partido dos Trabalhadores em Pernambuco, deputado estadual Doriel Barros, disse na tarde desta sexta-feira que intervenção ou expulsão não estão descartadas para quem não cumprir as orientações da executiva do PT. O recado foi dirigido à presidente do PT em Serra Talhada, Cleonice Maria dos Santos.

Esta semana a dirigente colocou seu nome à disposição para uma possível candidatura à prefeitura do município sertanejo em 2024, mesmo sabendo da disposição da prefeita Márcia Conrado (PT) de concorrer à reeleição.

“A fala da dirigente não representa o partido. É pessoal e descabida. Cleonice é presidente do PT e, portanto, precisa defender a candidatura do PT. Essa é a regra! Nós este ano vamos fazer eleições em alguns municípios”, avisou. “A fala dela é infeliz e vai contra o partido”, completou.

O deputado também explicou que o fato de ser dirigente não dá a ninguém a condição de agir como quiser. “Todos precisam seguir a decisão do partido. Caso contrário, o diretório estadual irá se posicionar. Em Serra, a nossa candidata é Márcia. Qualquer coisa diferente é fantasia!”, explicou.

E lembrou que em abril do ano passado o prefeito de Orocó, George Gueber, foi expulso da sigla porque contrariou decisão do partido e ainda no primeiro turno apoiou Miguel Coelho (União Brasil) como candidato ao Governo de Pernambuco. O mesmo aconteceu com a vereadora Fanny Bernal, ex-presidente do diretório do PT em Garanhuns, no Agreste. Ela acabou expulsa em julho por ter ficado ao lado de Marília Arraes (Solidariedade). O PT havia formalizado apoio ao candidato Danilo Cabral (PSB). no primeiro turno

Segundo o presidente estadual do PT, a prioridade da legenda é reeleger a prefeita de Serra; fazer os sucessores em Águas Belas, Granito e Tacaimbó e eleger 20 prefeitos no próximo ano. Nas últimas eleições o partido conquistou apenas cinco municípios – o quinto foi Orocó. Para fortalecer a legenda, seus integrantes estão organizando plenárias desde o início de maio.

As próximas devem acontecer em Serra Talhada e em Tabira, dois municípios do Sertão do Pajeú. As datas ainda não foram definidas, mas devem acontecer depois do São João. O partido já realizou encontros no Recife e na Região Metropolitana, Zona da Mata, Agreste e no fim de semana passado esteve em Petrolina, Sertão do São Francisco, e Ouricuri, Sertão do Araripe.

Sem tumulto
A presidente do PT a legenda, Cleonice Maria dos Santos, colocou seu nome à disposição do partido para concorrer à prefeitura de Serra Talhada, em entrevista ao blog Farol de Notícias na última quarta-feira (7/6). Por telefone, a dirigente disse à reportagem da Folha de Pernambuco, na tarde desta sexta-feira (9/6), não ter intenção de tumultuar o processo. Mas considera que o debate interno pode e deve acontecer.

“Existe descontentamento interno em relação à reeleição da companheira (Márcia Conrado) e isso deve ser debatido. Faz parte das normas do PT. Minha postura não é de tumultuar o processo e, sim, de fomentar o debate com os filiados. Para isso, precisamos de uma alternativa e, aí, me coloco como tal”, argumentou Cleionice Maria dos Santos.

Nos bastidores, comenta-se que a oferta é para o caso de a prefeita Márcia Conrado decidir sair do PT e ter outra sigla para disputar a reeleição. A possibilidade é levantada devido à proximidade da chefe do Executivo municipal com a governadora Raquel Lyra (PSDB), mas, publicamente, a prefeita nunca se pronunciou sobre essa hipótese. Márcia Conrado seguiu a orientação do partido de apoiar Danilo Cabral ao Governo no primeiro turno. No segundo, como o partido não fechou questão, a prefeita aderiu à campanha da atual governadora, Raquel Lyra (PSDB)

“Entendo que a minha companheira Márcia Conrado precisa conversar com o seu partido no município. O PT não é formado apenas por suas lideranças. Nosso partido nasceu das bases e das lutas. Eu defendo que os debates internos aconteçam, é a nossa essência. Quando nos distanciamos estamos andando na contramão do que o partido sempre defendeu”, alertou Cleonice, filiada ao partido desde 1989.

Relacionados

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Tempo Hoje

Petrolândia
nublado
22.6 ° C
22.6 °
22.6 °
76 %
6.4kmh
88 %
sex
23 °
sáb
29 °
dom
29 °
seg
31 °
ter
32 °

Mais Lidas