sáb, 25 maio 2024
InícioDestaquesMossoró: Preocupação de fugitivo com avó ajudou PF a localizar dupla

Mossoró: Preocupação de fugitivo com avó ajudou PF a localizar dupla

A forte relação familiar entre o fugitivo da Penitenciária Federal de Mossoró Rogério Mendonça da Silva com a avó Tereza Padilha Silva, 86 anos, ajudou investigadores a identificar o perímetro onde os criminosos poderiam estar.

Segundo informações obtidas pela coluna na Mira, Rogério usava diversos celulares para entrar em contato com parentes e saber sobre o estado de saúde da idosa.

Ele passou a ser criado pela avó a partir dos 6 anos de idade – ela mora na região de Ramal de Cassarian, no Acre. Rogério ficou aos cuidados de Tereza porque a mãe dele, que reside no Rio de Janeiro, precisou cuidar de um outro filho, com deficiência.

Quando soube que o neto havia escapado do complexo de segurança máxima, em 14 de fevereiro, Tereza Silva gravou diversos apelos às autoridades para que seu neto fosse localizado com vida e também pediu que Rogério se entregasse. À época, alegou que ele não havia lhe procurado e que a falta de notícias era um “tormento”.

Prisão

A localização dos dois fugitivos ocorreu na cidade de Marabá, no interior do Pará, após investigação da PF no âmbito da Força Integrada de Combate ao Crime Organizado (Ficco). A ação foi realizada na BR-222, com o apoio da PRF.

A partir das ações de inteligência como estratégia de recaptura, as diligências da PF indicaram que a dupla havia conseguido chegar até a Região Metropolitana de Belém (PA) e tinha planos de deixar o país.

Na quinta (4/4), a PF verificou que um comboio com três veículos iniciou deslocamento pela estrada que vai de Belém a Marabá, levando os foragidos. Diante dos fatos, os policiais federais abordaram os carros utilizados pelos indivíduos na ponte sobre o Rio Tocantins.

Além de Rogério e Deibson, foram detidos mais quatro homens, suspeitos de integrarem a rede de apoio dos criminosos. A polícia também apreendeu um fuzil calibre 5,56mm, os veículos e os celulares. O local da prisão fica a 1.600 quilômetros de Mossoró.

Os fugitivos foram conduzidos à delegacia de Polícia Federal em Marabá e transferidos na madrugada desta sexta (5/4) para a Penitenciária Federal de Mossoró. Os demais acabaram encaminhados ao sistema prisional do Pará.

“[A unidade de Mossoró está] totalmente reformulada, no que diz respeito aos equipamentos de segurança. Eles ficarão separados e haverá vistorias diárias”, destacou, nessa quinta, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Lewandowski.

As investigações da Polícia Federal seguem para apurar as circunstâncias da fuga e identificar todos os envolvidos na rede de apoio.

Via O Povo com a Notícia

Relacionados

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Tempo Hoje

Petrolândia
nublado
27.5 ° C
27.5 °
27.5 °
61 %
7.8kmh
100 %
sáb
28 °
dom
30 °
seg
31 °
ter
31 °
qua
33 °

Mais Lidas