qua, 17 julho 2024
InícioPolíticaGuilherme Coelho afirma que vai procurar recursos e quer desenvolvimento da exportação...

Guilherme Coelho afirma que vai procurar recursos e quer desenvolvimento da exportação em Pernambuco

GUILHERME COELHO – FOTO: GABRIEL FERREIRA/ JC IMAGEM

Candidato ao Senado na chapa de Raquel Lyra (PSDB), Guilherme Coelho (PSDB) se coloca como um candidato pragmático. Sem candidato forte à presidência, o tucano aposta numa agenda de busca de recursos para o estado e pauta sua campanha na defesa desenvolvimento econômico local voltado à exportação. Ele participou de sabatina na Rádio Jornal, deste Jornal do Commercio, nesta terça-feira (23).

O candidato é uma liderança da família Coelho, um dos clãs políticos mais tradicionais de Pernambuco. O grupo, após união em 2016, entra rachado na eleição deste ano. Enquanto Guilherme está na chapa de Raquel Lyra, seu primo, Fernando Bezerra Coelho (MDB), lançou o filho, Miguel Coelho (UB), ao Governo de Pernambuco. 

“Sempre fomos oposição ao grupo de FBC. Depois que meu pai faleceu eu fui procurado para acabar com a briga. Miguel foi bem sucessivo, mas a coisa não rolou, não deu certo e hoje estou com Raquel Lyra. É como se papai dissesse ‘eu lhe deixei em oposição a Fernando, porque danado você está andando com esse povo de Fernando? Eu voltei, respeito, mas estou com Raquel”, disse.
O candidato ao Senado afirmou que considera a Câmara Alta como um plenário destinado à discussões amadurecidas, por tratar-se de uma casa revisora. Afirmou que quem chega a uma cadeira nessa casa legislativa deve ter história, nome e respeito.

“Me sinto preparado para representar Pernambuco, venho de uma região muito pobre que se tornou solução do agro para o Brasil e para o mundo. Me sinto preparado como gestor, empresário e exportador”, disse Guilherme Coelho, presidente da Associação Brasileira dos Produtores Exportadores de Frutas e Derivados (Abrafrutas).

O candidato defende ser necessário reforçar a importância, frente ao eleitorado, do senador e a sua capacidade de conseguir recursos para seu estado. “Foi assim que conseguimos recursos em Brasília. E quando faltou dinheiro, meu pai, Oswaldo, foi no Banco Mundial”, recorda.

Ideias de Guilherme Coelho para o desenvolvimento econômico
O empresário comenta que, durante sua caminhada ao lado de Raquel Lyra, vem aprendendo sobre as especificidades de cada região. Além de afirmar que sua aliada nasceu ‘talhada para a política, com força, coragem e empatia’, o candidato destacou sua visão sobre a vocação econômica de cada mesorregião de Pernambuco.

“Vejo Pernambuco com muitas potencialidades, na RMR é o turismo. Mas podemos avançar até Petrolina, temos festividades locais, podemos investir no turismo ecológico, rural, nas montanhas etc. Mas precisa de infraestrutura, precisamos melhorar isso em Pernambuco”, comentou Guilherme Coelho.
Priscila Krause (CID), Raquel Lyra (PSDB) e Guilherme Coelho (PSDB) – (Redes Sociais/Raquel Lyra)

O candidato também destacou a vocação da Zona da Mata para o plantio de cana-de-açúcar e do Agreste, em especial nas cidades de Toritama e Santa Cruz do Capibaribe, para a confecção da moda.

“Precisa de mais segurança e divulgação. No Sertão a gente exporta manga e uva, porque não exportar confecções? Sou da Abrafrutas, em dois anos aumentamos em 20% a exportação em dólar. Vamos procurar embaixadas, adidos comerciais, vendo quais países precisam. Chegamos a R$ 1,60 bi de exportações e 40% sai do Vale do São Francisco”, afirma.

Nesse sentido, o candidato ao Senado defende oferecimento de crédito aos pequenos e médios empresários, a instalação de uma Faculdade da Moda e outras iniciativas de apoio à categoria. “Quero ser senador para chegar em Toritama e Santa Cruz e ver os gringos visitando, para a gente receber em dólar”, disse.

Reformas e orçamento
Sobre reformas no Senado, o candidato adotou tom mais cuidadoso. Disse que, quando aprova-se medidas como a redução do ICMS, a previsão do impacto pode estar distorcida da realidade. Ele se referia ao impacto da redução no orçamento do estado.

Guilherme não adiantou postura com relação às reformas, mas reforçou sua atuação como farejador de recursos para Pernambuco. Citou que, 95% do gesso do Brasil está no Sertão do Araripe, mas o setor tem dificuldades diante de ‘uma transnordestina que se arrasta’.

GUILHERME COELHO – GABRIEL FERREIRA/ JC IMAGEM

O candidato afirmou que, se eleito, lutará por lugar na comissão do orçamento e afirmou que lutará por recursos para o Nordeste, para obras de infraestrutura como a transnordestina. “Não vou baixar a cabeça para o Sul, não vou baixar a cabeça para São Paulo. Eu me preparei pra isso, sei buscar, onde ir e onde tem”, comentou.
Para atender aos pequenos empreendedores e para resolver a questão da fome, o candidato defendeu o oferecimento de crédito. Ele reforçou a necessidade de capacitação de pessoas como trabalho do Governo, do Sistema S, e do Sebrae.
“Como deputado federal, participei da Lei 13340, vimos que no NE existiam 800 mil empresas agrícolas e CPFs que deviam ao Banco do Nordeste. A lei deu desconto, prorrogou dividas e tirou juros e multas. O braço do governo precisa ser o braço amigo, ajudar o pequeno e médio empresário”, disse.
Do JC

Relacionados

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Tempo Hoje

Petrolândia
nublado
24.6 ° C
24.6 °
24.6 °
58 %
7.2kmh
100 %
qui
29 °
sex
28 °
sáb
25 °
dom
28 °
seg
20 °

Mais Lidas