sex, 12 julho 2024
InícioAcidenteAcidente com micro-ônibus de turismo e caminhão deixa 25 mortos na Bahia

Acidente com micro-ônibus de turismo e caminhão deixa 25 mortos na Bahia

Um grave acidente envolvendo um micro-ônibus e um caminhão deixou 25 mortos no norte da Bahia, segundo informações do Corpo de Bombeiros. Outras seis pessoas ficaram feridas.

O acidente ocorreu por volta das 22h30 de domingo (7), segundo a Polícia Rodoviária Federal, no km 381 da BR-324, na altura da cidade de São José do Jacuípe, a 291 km de Salvador.

Acidente deixou os veículos destruídos – Divulgação/Anjos Jacuipenses

Entre os mortos está a filha do empresário Josinaldo Silva, dono da empresa Naldo Transportes, proprietária do micro-ônibus. Michele Silva, 30 anos, organizava excursões e contratava o veículo do pai, segundo informações do advogado da família, João Daniel Conceição.

Segundo informações do Corpo de Bombeiros, os feridos foram encaminhados para hospitais em Capim Grosso e Nova Fátima.

A viagem era para Guarajuba, uma das praias mais movimentadas do litoral norte da Bahia, localizada na cidade de Camaçari, na Grande Salvador.

O acidente ocorreu na volta do passeio para Jacobina (340 km da capital, cidade de onde saiu a excursão). A Polícia Rodoviária Federal afirma que a colisão pode ser ocorrido durante uma ultrapassagem, mas que uma confirmação da causa do desastre só será conhecida após conclusão de perícia técnica. Uma equipe da corporação foi destacada para as investigações.

O inspetor da Polícia Rodoviária Federal da Bahia Cleriston Rodrigues, que trabalha há 30 anos no trecho onde o acidente ocorreu, afirmou à reportagem nunca ter visto um desastre dessa magnitude na região. “Foi uma colisão frontal muito forte”, disse.

Segundo o inspetor, o trecho em que a batida ocorreu é uma reta, não havia no momento da batida nenhum problema de visibilidade (como neblina ou animais na pista) e não chovia. “Pode ter ocorrido uma falha humana”, afirmou.

O empresário que perdeu a filha no acidente não quis falar com a reportagem. “Estou tentando consolar minha mulher e meus outros filhos”, disse.

Segundo o advogado da família, o IML de Jacobina não tem estrutura para receber tantos corpos. Por isso foi necessário acionamento dos institutos médicos legais de Juazeiro, Euclides da Cunha, Feira de Santana e Serrinha.

Oito vítimas foram identificadas, segundo o Departamento de Polícia Técnica da Bahia:

Amarília Lima Grassi Santos
Ana Paula Gomes Gonçalves Cerqueira, 53
Aurelito da Rocha Filho, 46
Edmilson Alencar dos Santos
Emanuel Santos de Souza Nascimento
Erivaldo Santos do Nascimento, 36
Gabriela Ferreira dos Santos
Gleidson Santana de Andrade
Isabela Santos de Almeida
João Nilson Carvalho da Silva
João Victor Maia
Joilson Rodrigues dos Santos
Josimar dos Santos Menezes, 40
Julio Gabriel Alves Coelho, 22
Kelvin Silva de Araújo
Leilane Fernandes de Jesus
Maria Eunice Gonzaga, 55
Michele da Silva
Marla Souza Mandu, 32
Paulo de Jesus
Sabrina Grassi Alencar dos Santos
Stefanny Vitória Araújo da Silva
Tatiane Santos de Souza Nascimento
Tiago Manoel dos Santos
Wolyver Manoel Araújo dos Santos

Os feridos foram encaminhados para hospitais em Nova Fátima, Feira de Santana e Salvador.

Em uma rede social, o governador Jerônimo Rodrigues (PT) informou que está em contato com o comando do Corpo de Bombeiros desde as primeiras horas do dia e segue monitorando a ocorrência.

“Meus sentimentos às famílias das vítimas e que Deus possa as confortar neste momento de dor”, afirmou.

De acordo com a Brigada Voluntária Anjos Jacuipenses, que trabalhou no resgate, o micro-ônibus de turismo fazia o trajeto de Guarajuba para Jacobina. O caminhão transportava mangas e a colisão foi frontal. Ainda não há informações sobre as causas do acidente.

O prefeito de Jacobina, Tiago Dias (PC do B), informou à reportagem que, dos 25 mortos, 22 estavam no micro-ônibus e 3 viajavam no caminhão. Todos os mortos do micro-ônibus eram de Jacobina, com exceção do motorista, que era de Miguel Calmon, ainda segundo o prefeito.

Entre os mortos estão sete homens e 17 mulheres, incluindo uma grávida com três meses de gestação. Ao menos quatro vítimas são crianças.

“É uma das maiores tragédias do nosso município”, disse.

Em nota de condolências, a prefeitura da cidade informou que um velório coletivo começou a ser organizado no Ginásio de Esportes Municipal.

“As equipes que integram a gestão estão providenciando os encaminhamentos junto às funerárias visando agilizar a liberação e a transferência dos corpos para Jacobina”.

O velório será realizado na noite desta segunda. O enterro será na terça-feira (9).

Por FolhaUOL

Relacionados

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Tempo Hoje

Petrolândia
nublado
19.8 ° C
19.8 °
19.8 °
88 %
2.5kmh
99 %
sex
28 °
sáb
29 °
dom
25 °
seg
29 °
ter
28 °

Mais Lidas