ter, 16 abril 2024
InícioDestaquesVídeo mostra momento em que homem atira contra réu durante júri em...

Vídeo mostra momento em que homem atira contra réu durante júri em PE

Câmeras de segurança registraram o momento em que um homem atira várias vezes contra o réu durante um júri no município de São José do Belmonte, no Sertão de Pernambuco. O caso ocorreu em novembro de 2023, mas imagens foram divulgadas nesta semana.

O que aconteceu

Imagens mostram quando atirador Cristiano Alves Terto se levanta e vai em direção ao réu. A vítima, identificada como Francisco Cleidivaldo Mariano de Moura, estava sendo julgada na Vara Única da Comarca de São José do Belmonte, pelo homicídio do pai do atirador, segundo informações do TJPE (Tribunal de Justiça de Pernambuco).

Uma mulher tenta segurá-lo, mas ele se aproxima do réu e dispara várias vezes. Um tumulto é registrado e, em seguida, testemunhas, jurados, advogados e o juiz fogem do fórum. Além do réu, ninguém ficou ferido.

Além de atirar, Cristiano Alves Terto dá coronhadas na cabeça do acusado de matar o pai dele. Ele tentou fugir, mas foi preso, informou a Polícia Militar de Pernambuco. Ele foi levado para a delegacia do município e autuado em flagrante. Com ele, a polícia também apreendeu um revólver. Em audiência de custódia, realizada no dia 30 de novembro de 2023, a Justiça converteu o flagrante em prisão preventiva.

O réu sobreviveu e está solto. Ele foi encaminhado inicialmente para o Hospital de São José de Belmonte. Depois, foi transferido para o Hospital de Serra Talhada.

O TJPE informou que o júri não foi feito novamente e não foi designada nova data ainda.

Sobre a segurança nos prédios do Judiciário estadual, o órgão informou que todos os 179 contam com policiamento ostensivo e sistema videomonitoramento por câmeras. “Atualmente, está em fase de finalização o processo de licitação para contratação de empresa que modernizará e ampliará todo o sistema de videomonitoramento dos 30 maiores prédios do Tribunal, com a instalação de sensores de presença, botão de pânico e portais com detectores de metais”, disse o órgão em nota enviada ao UOL.

Em 2022 e 2023, foram realizadas inspeções de segurança em todos os prédios do Judiciário estadual, com a observância nos quesitos de acesso, condições do prédio, pontos vulneráveis, sistema de prevenção e combate a incêndio, otimização no sistema de videomonitoramento, entre outros. Após as inspeções, foram instaladas concertinas (arame farpado como barreira de segurança) e iniciado o processo de aquisição de detectores de metais manuais e rádios portáteis transceptores para comunicação.Também foram adquiridas cinco viaturas para realização de rondas no entorno dos prédios com maior circulação de usuários, com o apoio de motocicletas. Todas essas iniciativas têm o objetivo de garantir a segurança de servidores, magistrados, usuários da justiça e do jurisdicionado.TJPE

Atirador está preso

Atirador segue preso. Em março deste ano, a defesa entrou com um pedido de habeas corpus. O advogado de Cristiano alegou que “não há qualquer indício” de que a liberdade dele ofereça risco à garantia da ordem pública ou à instrução criminal. “Por tais motivos, pede a revogação da custódia cautelar, com a consequente expedição de alvará de soltura em favor do acusado”, diz trecho da manifestação enviada ao TJPE. O pedido foi negado pela Justiça de Pernambuco.

Cristiano Terto é acusado de homicídio qualificado tentado. Segundo narra a denúncia, “a motivação para o crime foi vingança, haja vista que o pai do denunciado foi vítima de homicídio praticado anos atrás, cuja autoria foi imputada a Francisco Cleidivaldo, que estava sendo julgado em sessão solene do júri”.

Pai do atirador foi morto em 2012

O assassinato do pai do atirador, Francisco Alves Terto, ocorreu em 2012. Consta no processo que ele faleceu no dia 23 de outubro de 2012 em decorrência dos ferimentos causados por disparo de arma de fogo.

Ele foi baleado no dia 5 de outubro daquele ano. O réu, Francisco Cleidivaldo Mariano de Moura, teria ido, em estado de embriaguez, ao sítio da vítima, local do crime, supostamente para questioná-lo sobre um burro que teria fugido de sua propriedade.

Após obter a resposta negativa da vítima, o denunciado se irritou e atirou em direção ao homem. Um dos disparos atingiu Francisco Alves Terto no abdômen.

Em seguida, o denunciado fugiu, enquanto a vítima foi socorrida por sua companheira e outros parentes, e encaminhada ao hospital local. Ele morreu após 18 dias internado.

VEJA O VÍDEO:

Por UOL

Relacionados

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Tempo Hoje

Petrolândia
nublado
25 ° C
25 °
25 °
82 %
5kmh
95 %
qua
32 °
qui
31 °
sex
31 °
sáb
31 °
dom
23 °

Mais Lidas